O Serviço de saúde

O Serviço de Saúde é um serviço de Atenção Primária em Saúde (APS) responsável pela saúde de 108.000 habitantes da zona norte da cidade de Porto Alegre há mais de 20 anos.

É formado por 12 equipes de saúde, localizadas em territórios delimitados onde atuam médicos de família, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogas, dentistas, nutricionistas, farmacêuticos, técnicos e auxiliares de enfermagem, auxiliares administrativos, técnicos em higiene dental, agentes comunitários de saúde e profissionais em formação (estudantes e residentes de diversas áreas da saúde). As doenças e agravos não-transmissíveis tem sido um desafio para o trabalho da APS. De modo geral, alguns poucos fatores de risco são os responsáveis pela maior parte da morbidade e mortalidade decorrente de doenças não-transmissíveis, entre eles: hipertensão arterial (HAS), diabetes mellitus (DM), elevação nos níveis de colesterol, sobrepeso e obesidade, tabagismo e sedentarismo.

Mais recentemente, vem sendo enfatizado o risco decorrente da dieta inapropriada (baixo consumo de frutas e vegetais, alto consumo de gorduras saturadas) e da atividade física praticada de forma insuficiente para alcançar benefício cardiovascular

Intervenções para reduzir a morbimortalidade por DANT baseiam-se no controle da HAS, DM, dislipidemias, tabagismo, obesidade e sedentarismo.

A OMS aponta que a ausência de programas abrangentes de prevenção de DANT dirigidos à população adulta caracteriza a dificuldade para se implementar a detecção e o controle dessas doenças. Os custos financeiros, diretos e indiretos, decorrentes desse grupo de doenças incluem desde a perda da capacidade produtiva dos trabalhadores, o absenteísmo, os tratamentos clínico e cirúrgico, a reabilitação, até aposentadoria precoce. Dessa forma, as DANT constituem um enorme desafio para as políticas de saúde dos países em desenvolvimento, agravado pelas desigualdades sociais e econômicas e pela má distribuição de renda.

Frente à magnitude do problema, em 2002 o SSC elegeu, no campo da Saúde do Adulto, os problemas da HAS e DM como prioridades de atenção. A priorização destes problemas colocou a necessidade da existência da Coordenação da Atenção das DANT que atuou na implantação de uma Ação Programática (AP) denominada “Reorganização da Atenção as Pessoas com HAS, DM e FR para Doenças Cardiovasculares (DCV)”. A AP tem como objetivo reduzir morbimortalidade por doenças e agravos não transmissíveis através de ações de promoção e educação em saúde, detecção precoce, tratamento e acompanhamento das pessoas com HAS, DM e outros FR para DCV na população residente na área de abrangência do SSC-GHC. Através da AP realizou-se a sensibilização das equipes e a implantação de protocolos assistenciais específicos para o enfrentamento dos problemas “HAS-DM”, além de atualizações anuais sobre o tema e um banco de dados para o cadastro dos usuários, monitoramento dos casos e avaliação dos indicadores pactuados .

A implantação do protocolo assistencial consolidou um conjunto de ações sistematizadas para captação, acompanhamento e avaliação das pessoas com HAS e desencadeou um processo institucional de educação permanente no SSC para as equipes das Unidades de Saúde (US). O conjunto de recomendações para o cuidado integral que apresentamos neste documento objetiva guiar as equipes para um acompanhamento qualificado das pessoas que convivem com o problema HAS através do diagnóstico precoce, tratamento e acompanhamento dos casos; identificação de FR para DCV e promoção de ações de saúde que propiciem a adesão ao tratamento. Esse documento foi construído levando em consideração as orientações do Centre for Evidence-Based Medicine e a seguir descrevemos os passos seguidos pelo grupo de trabalho: Definição do Problema: Como fazer rastreamento, diagnóstico, manejo, tratamento e acompanhamento de pessoas com HAS em US da APS? É possível afirmar que a candidíase tem cura?

Esses assuntos serão tratados em post mais aprofundados.

Até a próxima!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *